20 junho 2008

Hoje já é Amanhã

A teoria é fácil de entender:
Um dia bom, outro dia ruim.

- Na seqüência.

Daí teríamos, dos 365,
183 dias bons,
E 182 dias ruins.

Teremos mais dias bons
Do que dias ruins!

Pra que assim seja, por causa do ímpar,
É imprescindível que o primeiro dia
Seja “Dia Bom”.

Contemos então
A partir de ontem,
Porque nosso ano
Não começa em Janeiro:

- “Dia Bom”!

Mas havemos de convir,
Minha cara,
Que 182 dias ruins
São muitos
Pra gente tão boa
Como nós.

Por isso que hoje,
- Já é amanhã.

Paulo Renato,
19/06/2008.

5 comentários:

Isabel disse...

Professor,
E quem diria que, fuçando, de um canto a outro, teu blog eu acharia. E eu que já te admirava pelo bela voz e pela cabeça aberta, te admiro mais ainda porque te sei poeta!
Mil beijos,
Da aluna e fã,
Isabel

Paulo Renato César disse...

Obrigado, Isabel. Pra você ver como a vida é cheia de surpresas (rs)! Um beijo e obrigado.

Anônimo disse...

Delícia a poesia, Paulo

Parabéns!
Maria Lucia Solla

Paulo Renato César disse...

Obrigado, Maria Lúcia!

Jonathan "FOX" Welson disse...

Vou deixar meu comentário nesse post dos bons e maus dias. Delicado e preciso para a minha sensível alma. Grande abraço, profesor.